1 semana atrás - por Yasmin Vitoria


Curiosidades sobre a historia da assassina imperador Nero. Antigamente na Roma, a pelo menos 2 mil anos atrás, existia uma grande e constante guerra em Roma entre imperatrizes e imperadores. Mas com toda essa guerra que existia na época, existiam várias opções de armas para lutar entre eles, porém para essa guerra específica só tinha uma única arma que é silenciosa e que é muito difícil encontrar um culpado, e a única arma capaz de matar outra pessoa silenciosamente sem que ninguém saiba quem é o culpado, essa arma se chama veneno.

A arma de Roma

O veneno é uma arma silenciosa e muito fácil para cometer tal crime, e era bastante comum muitas pessoas morrerem por causa dessa arma. E nessa época uma mulher chamada Locusta da Gália ficou muito conhecida pela sua incrível habilidade de matar, pois ela tinha dons para o manejo de substâncias e logo foi contratada pelo Imperador Nero.

Gália para a Roma

A Locusta da Gália virou uma assassina particular do imperador Nero, mas antes disso, Locusta vivia na Gália e trouxe de lá vários tipos de venenos para a Roma. De acordo com a história ninguém sabe ao certo como ela foi parar na capital do Império Romano, mas existem bastantes suspeitas de que ela poderia ter entrado em Roma como escrava após Júlio César ter feito a sua campanha na sua terra natal.

A Locusta de Gália conseguiu conquistar e foi reconhecida pelo corte imperial, e depois desse reconhecimento ela conseguiu até circular entre todas as figuras nobres daquela sociedade. Mas claro que ela só estava sendo reconhecida porque ela era apenas uma arma para a Corte Imperial.

O golpe usando veneno

Locusta foi a responsável por criar o veneno que através dos servos foi colocado na bebida de Cláudio. Então Nero, o filho de Agripina assumiu o trono de Roma. Isso porque a Agripina certificou-se de colocar uma segunda dose do veneno na comida de Cláudio, pois a primeira dose do veneno feito por Locusta estava demorando muito para fazer efeito. Então foi um golpe para colocar Nero, filho de Agripina de outro casamento no poder, e tudo isso graças à poderosa e silenciosa arma que era o veneno fabricado por Locusta de Gália.

Havia um arsenal de venenos criados por Locusta na Roma, muitos desses venenos tinham fórmulas com beladona, arsênio, e também cogumelos cicuta verde. O Imperador Nero logo depois ficou bem próximo de Locusta e ele tinha bastante medo de ser atacado por alguém já que ele era o Imperador de Roma, ele tinha tanto medo que começou a andar com veneno mortal pessoal para caso um dia o atacasse, então ele cometeria suicídio tomando o veneno.

O filho do ex-Imperador e a missão da Locusta

Logo depois, Nero descobriu que existia o filho do ex-Imperador Romano, então com medo de perder o poder, deu uma missão para a Locusta para matar o filho do ex-Imperador com o veneno, então a Locusta foi até o meio-irmão britânico e conseguiu colocar o veneno na comida do mesmo, porém por incrível que pareça, o veneno não funcionou.

O imperador Nero ficou furioso, então deu a missão de dar o veneno a fim de testar para vários inocentes, e depois de funcionar 100% o veneno, a Locusta foi até o meio-irmão britânico de Nero e de alguma forma conseguiu envenenar o mesmo e cumpriu a sua missão.

Depois de matar o filho do exImperador envenenado, a Locusta foi perdoada de todo o seu histórico criminal e foi promovida para a envenenadora oficial do Imperador de Roma.

O fim

imperador Nero

Tudo sobre imperador Nero

Depois de tudo, Nero acabou se suicidando para proteger a Locusta como ele havia prometido, e em seguida a Locusta foi exposta e descoberta, e o próximo Imperador Galba levou diversas pessoas associadas a Nero presas pelos crimes cometidos e Locusta foi executada em praça pública.